Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Meu Clube É a Seleção!

Os pensamentos de uma simples adepta da Seleção Nacional, que não percebe assim tanto de futebol mas que é completamente maluca pela Equipa de Todos Nós.

Portugal 0 Macedónia 0 - Mais uma vez, nada de novo

Ontem, sábado, dia 26 de maio, a Seleção Portuguesa de Futebol recebeu no Estádio Magalhães Pessoa, em Leiria, a sua congénere macedónia num jogo de carácter preparatório que terminou como começou: sem golos de nenhuma das partes.

Tal como tinha previsto, não pude seguir o jogo pela televisão, pois passei a tarde toda ao volante. Tive de segui-lo pela rádio. E ainda bem que o fiz pois o entusiasmo dos locutores ajudaram a disfarçar o tédio do jogo, a "falta de tempero" como os locutores disseram.

Não me vou alongar muito até porque o jogo não o justifica. Dizer apenas que, logo aos primeiros minutos, se notou que aquilo ia acabar como acabou - embora isso não me tenha impedido de cruzar os dedos e desejar que a bola cruzasse a linha da baliza macedónia. 

Quem não merecia de todo este resultado foi o público, que quase encheu o Magalhães Pessoa. Eles até foram impecáveis, aplaudiram a Seleção ao intervalo depois de uma primeira parte fraquinha. Na segunda parte é que a paciência esgotou-se e vieram os assobios. Não é a primeira vez que o digo, eu nunca seria capaz de assobiar a Equipa de Todos Nós. Na minha opinião, o apoio tem melhores resultados, mas este é uma daquelas situações em que os compreendo. Os locutores da Antena1 chegaram mesmo a dizer que uma boa parte do público já devia estar a pensar que mais valia terem ido à praia. Dava para ouvir o speaker do Estádio tentando puxar pelo público, já que a Seleção não estava a ser capaz de fazê-lo.


Já que se fala disso, ao longo do relato dos locutores iam recordando que era apenas um jogo de treino, etc, etc, apelando a alguma compreensão mas a verdade é que também eles acabaram por perder a paciência. Um deles, depois de mais um remate falhado na segunda parte, gritou:

- Se quiserem, atiro eu! Se quiserem, atiro eu!

Foi um momento engraçado.

Mais tarde disseram algo do género:

- Rapaziada, ainda não estão de férias! Ainda têm o Euro para jogar!

Há quem diga que foi precisamente por causa disso que não se esforçaram mais, por terem medo de se lesionarem e terem de ir de férias mais cedo. Mariquinhas... Frente à Polónia, andavam a guardar-se para os clubes, ontem guardaram-se para o Europeu... Não posso dizer que não compreendo ou mesmo que não concorde. Já percebi, aliás, que não se pode esperar mais de jogos como este, menos de uma semana depois do início do estágio. Já há dois anos, com o Cabo Verde, foi a mesma história. Isto para não falar dos particulares dos nossos futuros adversários, de onde tanto a Alemanha como a Holanda e a Dinamarca saíram derrotadas.



Paulo Bento, ao menos, teve a dignidade de admitir que a equipa jogou mal, em vez que dourar a pílula, de dar desculpas esfarrapadas, como fez, por exemplo, Cristiano Ronaldo. Mas também disse que não estava preocupado e muitos concordam com ele. Afinal, o estágio ainda agora começou, o onze que jogou no Magalhães Pessoa não será, certamente, o mesmo que entrará em campo com a Alemanha dia 9 - pelo menos, não no início do encontro - este foi um jogo para se fazerem experiências, a Macedónia pouco tem em comum com os nossos futuros adversários, os Marmanjos nunca dão o seu melhor em jogos deste género.

Não há, realmente, motivos para preocupações. Eu não estou preocupada. Mas não deixo de estar zangada. Eu queria mais! Como tinha escrito na semana passada, eu queria ação, queria comemorar golos pela primeira vez este ano! Mas não. Os Marmanjos voltaram a não se entregarem completamente, a adiar os golos, as vitórias. Até podem ter bons motivos para tal, talvez até tenham feito o que deviam nestas circunstâncias, talvez eu esteja a ser demasiado exigente, talvez porque já tolerei muita coisa por parte da Seleção e esteja a ficar sem paciência. Mas também não me parece que seja assim que vão mobilizar os portugueses para apoiarem a Seleção no Europeu.

Por outro lado, este jogo nunca ficaria na História, mesmo se tivéssemos ganho. Por isso, não vale a pena pensarmos muito nele. Na segunda-feira começará mais uma semana de estágio de preparação do Euro 2012. No sábado, teremos novo jogo particular - e aí a tolerância será menor. Aí a Seleção terá de dar-me aquilo que quero, aquilo que todos queremos, aliás: um motivo, por pequeno e irrelevante que seja, para acreditar numa boa jornada rumo à final de Kiev.