Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Meu Clube É a Seleção!

Os pensamentos de uma simples adepta da Seleção Nacional, que não percebe assim tanto de futebol mas que é completamente maluca pela Equipa de Todos Nós.

Na véspera da última dupla jornada

O jogo com a Hungria é já amanhã. Começa às 20h45, hora em Portugal, será transmitido pela TVI. O jogo entre a Suécia e a Dinamarca, cujo resultado nos interessa, começa, salvo erro, às 19h de cá, ou seja, quando os marmanjos entrarem em campo, já se saberá se o resultado nos foi favorável.


Há quem se queixe do facto de a hora dos dois jogos não coincidirem, mas eu não me importo por aí além. Se a Suécia ganhar (bato três vezes na madeira, apesar de tudo), não nos deixa já de fora, apenas adia as coisas para a última jornada. Temos de ganhar em ambas as circunstâncias. Em todo o caso, é mais provável que a Suécia saia derrotada do jogo de amanhã, já que irá enfrentar a Selecção Dinamarquesa e na Quarta-feira irá jogar contra a Albânia. Também se receia que as duas selecções do Norte da Europa combinem um resultado de modo a deixarem-nos de fora, à semelhança do que fizeram à Itália no Euro 2004. Isso também me deixa um bocado nervosa, mas, ao que li, é pouco provável que se arrisquem a tal, pois "um deslize" na última jornada pode complicar a vida aos nossos amigos escandinavos. Que Deus ouça (ou leia) isto!


Entretanto, Wayne Rooney, outro "velho amigo" já veio dizer que está a torcer para que Portugal não se qualifique para o Mundial. Se eu ainda antes de saber desta declaração não ia muito com a cara do Rooney, agora vou ainda menos!


O inglês teve o azar de nunca ter chegado ao fim dos dois últimos jogos da Selecção Inglesa contra a nossa. No primeiro jogo, no Euro2004, no Estádio da Luz, o mesmo estádio em que se joga amanhã, saiu lesionado, salvo erro na primeira parte. Uns amigos da minha mãe que são médicos em Santa Maria contaram que ele foi para este Hospital em consequência da lesão e, segundo os médicos, vinha de muito mau humor. Mau humor este que ficou bem mais visível à medida que este ouvia os gritos de triunfo dos portugueses, primeiro pelo golo do Hélder Postiga, depois pelo golo do Rui Costa e, por fim, com os pénaltis do Ricardo, o homem deve ter ficado com uma cara de meter medo ao susto...


No segundo jogo, saiu no prolongamento de forma ainda mais triste. Certamente se lembram na pisadela selvagem e propositada ao Ricardo Carvalho em zona sensível. Ele foi expulso, mas convenceu-se que foi culpa do Cristiano Ronaldo, só porque este lembrou ao árbitro que era falta, e os ingleses ficaram todos fulos com o madeirense. A perseguição que eles lhe fizeram foi de tal forma baixa que eu, na altura, julguei que os dias do Ronaldo no Manchester United estavam contados. Contudo, rapidamente passou de besta a bestial ao fazer uma época excelente.


Não é de surpreender esta atutude. Já se sabe que os ingleses são muito mauzinhos. Não vale a pena deixar que isto nos incomode. Mesmo assim, dá vontade de voltar a dar-lhes uma coça (ou, em inglês, kick their ass), caso nos qualifiquemos para o Mundial.


Mas antes de fazermos planos para a nossa estadia na África do Sul, convém ganhar o lugar primeiro. E para ganharmos esse lugar, temos obrigatoriamente de ganhar estes dois jogos. Não há volta a dar! Já desperdiçámos tudo o que podíamos desperdiçar.


Seleccionador e jogadores têm apelado aos adeptos para irem apoiar a Selecção ao Estádio da Luz. Contudo, parece que os adeptos não estão muito nessa. Ontem dizia-se que só estavam vendidos 15 mil bilhetes. Gilberto Madaíl dizia hoje que esse número chegava já aos 50 mil, mas nem tenho a certeza se ele falava dos bilhetes já vendidos ou dos que esperava vender... Já comentei aqui sobre o apoio (ou a falta dele) que se tem dado à Selecção, mas não gostava que houvessem muitos lugares vazios na Luz... Eu ia com todo o gosto, nem precisava que mo pedissem, mas não posso. Mas pode ser que se vendam bastantes mais bilhetes, até porque nós, os portugueses, temos muito a mania de deixar tudo para a última hora.


Já só falta um dia para o penúltimo jogo desta fase de qualificação. Estou bastante confiante. Ganhámos em casa dos húngaros e pode ser que também ganhemos aqui. Felizmente estes dois últimos jogos são frente a equipas teoricamente mais fracas - embora já se tenha provado demasiadas vezes que o teoricamente mais fraco pode não significar nada - que já vencemos antes nesta fase de qualificação, em princípio não deve ser muito difícil. Em princípio... Em relação ao jogo da Dinamarca e da Suécia, não conheço muito bem as seleccções, não faço prognósticos. Estou ainda para saber como é que vou vendo o resultado desse jogo. Quando tinha Teletexto era fácil, agora não sei. Talvez na Internet. Mas tenho a certeza que vai ser uma noite de nervos, a de amanhã.


Doutra coisa tenho a certeza, para além disso. Tenho a certeza que os nossos jogadores vão dar tudo por tudo para que tudo corra bem amanhã, e o mesmo se passará na Quarta-feira, quando defrontarmos a Malta. Sei que não será por falta de empenho que não nos qualificaremos (mais uma vez, bato três vezes na madeira). Eu acredito neles. Apesar de todas as desilusões, eu acredito neles. E agora sei que não estou sozinha, que não são só quatro as pessoas que ainda não perderam a fé. Descobri esta petição online para aqueles que acreditam na Selecção. Eu já assinei. Eu e mais uns cento e cinquenta. Juntem-se a nós!


www.peticao.com.pt/por-portugal

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.