Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Meu Clube É a Seleção!

Os pensamentos de uma simples adepta da Seleção Nacional, que não percebe assim tanto de futebol mas que é completamente maluca pela Equipa de Todos Nós.

Mostrem quem somos!

A Selecção Portuguesa já se encontra na Dinamarca e amanhã defrontará a Selecção daquele país, às 19h de cá. O jogo será transmitido pela TVI.


Nestes últimos dois dias, os nossos amigos dinamarqueses começaram já a disparar provocações na nossa direcção, com Liedson e Cristiano Ronaldo na mira, eles que são provavelmente os dois jogadores em quem os portugueses depositam mais esperança para o jogo de amanhã. Tomasson, o capitão dinamarquês acusou-nos de termos ido comprar um avançado ao Brasil já que em Portugal não os temos. Afirmou mesmo que na Dinarmarca e nos outros países da Escandinávia isso não aconteceria.

Por muito que me desagrade, o jogador pode ter escolhido as palavras erradas mas não disse algo que seja completamente mentira. É claro que nós não "comprámos" o Liedson, mas não é mentira nenhuma que há já algum tempo que se fala da possível Entrada do luso-brasileiro para a Selecção, sobretudo quando se comenta a falta de pontas-de-lança. Mesmo assim, considero que o nosso amigo perdeu uma boa oportunidade para estar calado. Para além daquilo que já falei, de nós e os brasileiros sermos irmãos (se el-rei D. Pedro IV não tivesse dado o célebre grito do Ipiranga "Independência ou Morte!", o Brasil ainda podia ser nosso ou podia tê-lo sido durante mais tempo), Tomosson de certeza não fala dos franceses que têm vários jogadores estrangeiros na sua Selecção, incluindo Zidane, nascido na Argélia.

Ele afirma que no seu país e os seus vizinhos não aceitariam jogadores estrangeiros, mas se tivessem dado novos Mundos ao Mundo, como nós fizemos, aposto que outro galo cantaria. Como diziam no jornal, nós levámos os portugueses ao Mundo, e agora o Mundo leva os seus povos ao nosso país. Como costuma dizer o meu pai, se não tivessemos realizado os Descobrimentos, provavelmente eu e a minha família não estaríamos cá e eu provavelmente nunca teria nascido. E termos diferentes culturas num mesmo país, só nos enriquece.

O guarda-redes do Vitória de Guimarães, Nilson, é brasileiro e amigo de Liedson. Ele afirma que o luso-português pode não ser "um português de nascimento, mas é de coração”. Eu espero que esteja a ser sincero, que o Liedson se tenha neutralizado português por essas razões, não para apenas jogar pela nossa Selecção ou por outro motivo desse género.

A outra provocação vinda da Dinamarca é ainda mais grave. Simon Kjaer apresentou a sua ideia de neutralizar Cristiano Ronaldo: "Temos de o irritar desde o início, dar-lhe algumas pancadas e derrubá-lo algumas vezes, mas sem ver o cartão amarelo". Assim que soube desta declaração tive um dejá vu, lembrei-me de umas ameaças semelhantes que o guarda-redes belga fez em vésperas de um jogo nosso frente à Selecção daquele país. Admito que, sim, o Ronaldo têm um feitio instável, é relativamente fácil de provocar, mas estas palavras de Kjaer são de um nível muito baixo.

Por outro lado, estas provocações todas só mostram uma coisa: os dinamarqueses estão com medo de nós. Sabem que não estão na máxima força, que temos jogadores de qualidade. Receiam não serem capazes de nos neutralizar em campo, pela maneira legal, por isso jogam sujo, provocam-nos. De certa forma, agrada-me saber que ainda impomos respeito, para não dizer medo, apesar de não sermos tão bons como já fomos. E um bocadinho de tensão, com conta, peso e medida, sempre torna o jogo mais excitante.

Para além disso, pode ser que isto dê sorte. Depois de o guarda-redes belga ter dito aquilo, nós demos quatro golos sem resposta em Alvaldade, naquele que foi, provavelmente, o melhor jogo de toda a Qualificação para o Euro 2008. Pode ser que desta vez aconteça o mesmo, embora eu tenha dúvidas...

De qualquer forma, estou crente numa vitória amanhã. Mesmo que não seja por quatro a zero, já me contentava por um a zero... De resto, não vejo alternativa. Como dizem os marmanjos, nem quero pensar em Portugal fora do Mundial. Conto com os nossos jogadores, com o nosso seleccionador, espero que amanhã se concentrem em dar tudo o que tem - se o derem, só com uma grande onda de azar é que não ganhamos. Mostrem que não ligamos às provocações deles, mostrem que ainda temos qualidade! Vamos a eles! Como dizia no Record que eles iam fazer, mostrem quem somos!