Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Meu Clube É a Seleção!

Os pensamentos de uma simples adepta da Seleção Nacional, que não percebe assim tanto de futebol mas que é completamente maluca pela Equipa de Todos Nós.

Dando seguimento

No próximo dia 4 de Junho, a Selecção Portuguesa de Futebol receberá, no Estádio da Luz, a sua congénere norueguesa, em jogo a contar para a Qualificação para o Europeu a realizar na Polónia e na Ucrânia dentro de um ano.

Os Convocados para este encontro foram anunciados ontem, Segunda-feira, dia 23 de Maio, e reunir-se-ão em  Oeiras, amanhã, Quarta-feira, dia 25. Terão uma semana e meia de estágio, já que a época futebolística terminou no fim-de-semana passado, praticamente só faltando a final da Liga dos Campeões. Não faltará tempo para preparar o jogo e poderemos desfrutar de um período mais longo do que o habitual com os holofotes voltados para a Selecção. Só vantagens! Deviam fazê-lo mais vezes! 

Passaram-se cerca de oito meses desde a última ronda de qualificação, em que defrontámos e derrotámos a Dinamarca e a Islândia. Em Outubro, tinha passado cerca de um mês, um mês e meio desde o início da época. Depois de um prolongado drama que culminou com o despedimento do anterior técnico, Paulo Bento acabara de assumir o cargo e preparava a sua estreia no banco da Selecção. Depois de uma primeira jornada dupla que roçara o desastroso, o apuramento equilibrava-se já num trapézio sem rede. Tinha acabado de ser anunciado o PEC III, para entrar em vigor em 2011, segundo o qual os nossos salários seriam cortados e os nossos impostos aumentados. 

Hoje estamos em final de época, uma época brilhante para o futebol português, tendo em conta que colocámos três clubes portugueses nas meias-finais da Liga Europa e dois na final, pela primeira vez; e que Cristiano Ronaldo ganhou a Bota de Ouro e quebrou recordes ao marcar 40 golos na liga. Pena foi o Real Madrid não se ter qualificado para a final da Liga dos Campeões. Talvez Nani o vingue e o Manchester United vença o Barcelona - mas sei que será difícil.

Em contrapartida, neste intervalo de tempo, o PEC III foi posto em prática, Cavaco Silva foi reeleito Presidente da República nas eleições de Janeiro, o PEC IV foi apresentado e chumbado, o Governo ardeu, as eleições que visam decidir o substituto foram marcadas para o dia a seguir ao jogo com a Noruega, foi pedido auxílio externo e a Troika veio para Portugal. Em Outubro, a situação do País era má. Hoje não está melhor em nenhum aspecto - pode-se dizer que está pior - excepto no plano futebolístico. 

Hoje preparamos um jogo, nas palavras de Paulo Bento, "extremamente importante, de grande responsabilidade" em que uma vitória nos possibilitará o acesso ao primeiro lugar do grupo de qualificação. O Seleccionador também recordou que não se trata de um encontro decisivo para o apuramento. Mas certamente contribuirá bastante.

Eu, como sempre, desejo uma vitória por parte da nossa Selecção. Como já antes referi (e às vezes penso que não escrevo outra coisa aqui no blogue, mas também não há muito mais a dizer...), para dar mais uma prova de que a Equipa de Todos Nós se levantou depois de ter dado uma queda feia durante o Verão passado. Para dar uma alegria ao povo português, numa altura em que a única luz que se vislumbra no fundo do túnel é um comboio a toda a velocidade na nossa direcção (talvez o TGV...), no dia escolhido para reflectirmos sobre qual dos incompetentes nos azucrinará durante os próximos anos. Para darmos seguimento à boa época para o futebol português que o FC Porto, o Braga e o Benfica nos proporcionaram, com uma nova alegria, desta vez sem ser pontuada por amarguras bracarenses e benfiquistas. Não resolverá a crise, não trará políticos competentes, mas aliviar-nos-à a depressão, nem que seja apenas por uma noite.