Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Meu Clube É a Seleção!

Os pensamentos de uma simples adepta da Seleção Nacional, que não percebe assim tanto de futebol mas que é completamente maluca pela Equipa de Todos Nós.

Bandeiras


Na Sexta à noite, Cristiano Ronaldo, Nani, Ricardo Carvalho e Paulo Ferreira juntaram-se aos colegas em Viseu. Agora sim, a Selecção está completa. Os marmanjos tiveram ontem um dia de folga mas já regressaram ao trabalho.

Foi também na Sexta-feira, mas à tarde, que arranjei tempo para pendurar a bandeira à janela. Na verdade, pendurei duas. Uma, grande, no quarto do meu irmão, que no dele dá mais jeito. Outra, mais pequenina, a pedido da minha irmã, no nosso quarto, colada por dento ao vidro. Só espero que a bandeira grande resista ao péssimo tempo que tem feito nestes dias. Acho que fomos dos primeiros no meu prédio a pôr bandeira. Este ano ainda não se vêem muitas bandeiras, pelo menos no meu bairro, talvez mesmo por causa do mau tempo. Se bem que ontem, ao passar na IC19, já perto de Pina Manique, vi numa das margens uma rua cheiinha delas. Talvez mais perto do Europeu e quando o tempo melhorar passemos a ver mais.

Lembro-me do lema da Selecção durante o Mundial 2006 escrito no respectivo autocarro: "À janela uma bandeira/No relvado uma nação inteira. Força Portugal!". A deste ano é diferente: "Este autocarro é movido a Vontade de Vencer". Também é gira só que faz lembrar um bocado o slogan da Galp. Ao menos a do Mundial tem um toque muito mais "nosso" por causa da referência às bandeiras nas janelas. De resto, no site da Federação onde li sobre o lema (http://www.fpf.pt/portal/page/portal/PORTAL_FUTEBOL/SELECCOES/NOTICIA?notid=4186602) diz que foram os adeptos quem votaram... Também achei graça às frases dos autocarros das outras Selecções. A minha favorita foi, por acaso, a da Turquia: "Türkiye aski bu otobüse sigar mi?". Traduzida: "Caberá a paixão turca neste autocarro?". Também gosto da da Suíça: "Endstation: Wien". Traduzida: "Destino final: Viena". Vão ao site para verem as outras frases, que são bem giras.

Tive uma pena danada de não ter podido assinar o autocarro da Selecção. Só soube do evento no próprio dia, se tivesse sabido mais cedo, talvez arranjasse maneira de ir lá dar um pulinho. De resto, para dizer tudo o que me vai na alma, provavelmente escrevinharia no autocarro todo, pneus e pára-brisas incluidos. Enfim, fica para a próxima. O que me vale é que tenho este blog, e como os marmanjos têm Internet nos quartos dos hóteis, talvez, com um bocadinho de sorte, dêem com ele...

Tomoyo Yasumoto é uma japonesinha de 22 ou 23 anos que, deixando para trás o seu emprego, foi, literalmente, "ao outro lado do Mundo" para conhecer a Selecção Nacional e, em particular o Paulo Ferreira, o seu jogador favorito. Ela neste momento deve andar por Viseu, a assistir aos treinos, a seguir o autocarro da Selecção, etc. Hoje ela finalmente encontrou-se com o seu adorado Paulo, este assinou-lhe a camisola e tirou uma fotografia com ela, cumprindo o desejo da sua adepta das mais fiéis. Depois disto, a sortuda vai para a Suíça, para Neuchâtel, acompanhar a Selecção Nacional para onde quer que ela vá. Ah, tenho cá uma inveja da miúda... Também eu gostava de mandar os meus exames à fava, sair de casa de mochila às costas, cachecol e boné da Selecção, passar estes dias a Viseu e depois ir também para a Suíça, nem que tivesse de dormir num banco de jardim. Mesmo que não pudesse assistir aos jogos no estádio, podia conviver com adeptos de outras selecções, assistir aos treinos abertos ao público, seguir o autocarro da Selecção...

Enfim, já que tem essa oportunidade, que Tomoyo a aproveite bem. E, de resto, uma parte de mim nestes dias, viaja com a Selecção no autocarro deles e segue-os para onde que que vão...