Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Meu Clube É a Seleção!

Os pensamentos de uma simples adepta da Seleção Nacional, que não percebe assim tanto de futebol mas que é completamente maluca pela Equipa de Todos Nós.

Antes da oral

Daqui a dois dias, pelas oito é meia da noite, no Estádio da Luz, a Selecção Portuguesa entra em campo para jogar a primeira das duas partidas, com carácter de finais, frente à Selecção Bósnia, que decidirão quais destas duas equipas terá um lugar no Campeonato do Mundo a realizar no próximo ano, na África do Sul. O encontro será transmitido na TVI.


Carlos Queiroz afirmou na Terça-feira passada que duas das maiores armas da Selecção Nacional para derrotar o "inimigo" é a "experiência" e a "maturidade". Afirmou ainda que será "o jogo das nossas vidas", e que quer presentear o povo português com uma vitória. De facto, se há povo que merece tal presente somos nós, que tanto apoio damos e tanto sofremos pela nossa Selecção. Agora, se este é o jogo das nossas vidas, é discutível. O jogo das nossas vidas seria a final do Mundial. Mas faz sentido se se consideram todos os jogos como os "jogos das nossas vidas" ou "finais". Para mim, são os dois jogos mais cruciais desde o fim do Euro 2008.


Entretanto, a Federação Portuguesa de Futebol viu pelos seus próprios olhos que Cristiano Ronaldo não pode jogar contra a Bósnia, encerrando de vez esta polémica. É evidente que a Selecção não é a mesma sem Ronaldo (se fica melhor ou pior é discutível) mas não será pela sua ausência que a gente falhará o objectivo (bato três vezes na madeira...). Além disso, o Nani, que segundo uma entrevista dada ontem, pelos vistos anda aborrecido com a sua eterna condição de suplente, tem outra oportunidade (já teve uma no jogo com a Malta e não a aproveitou nada mal...) de mostrar o seu valor.


Em relação a estas declarações, que já cheiram a polémica, eu não posso censurar o jovem marmanjo. Não deve ser nada fácil ter a mesma posição que o Melhor do Mundo e, consequentemente, ficar sempre à sombra dele. Ainda por cima, o Simão Sabrosa tem a vantagem da experiência. Tudo isto o deixa no banco mais vezes do que ele desejaria. O Nani até é um dos meus jogadores preferidos e não lhe falta talento. Não fica muito atrás do Ronaldo até. O pior é que, nesta posição, há um excesso de jogadores bons. Mas tem uma grande vantagem: quando um se lesiona, o prejuízo não é grande. É este o caso. Tenho um pressentimento de que o Nani vai dar o seu melhor no próximo Sábado.


E não só o Nani. Todos os marmanjos que pisarem o relvado da Luz. Ninguém quer ficar fora do Mundial. Acho que até funcionamos melhor com pressão.


Mas não vai ser nada fácil. Ao que consta, a Bósnia tem um dos melhores ataques e, como nunca entraram num Campeonato Europeu ou Mundial, não têm nada a perder, a pressão está toda do nosso lado. Por outro lado, tem também uma das piores defesas - sofreram treze golos em dez jogos, contra os cinco que nós sofremos. Chegamos mesmo a ter a segunda melhor defesa. O Eduardo é um óptimo guarda-redes. A fraca defesa deles pode até dar jeito, com os problemas na finalização que tivemos ao longo da fase de qualificação.


E daí talvez não seja isso que resolva o problema. Pelo que tenho percebido, os golos falhados são mais uma questão psicológica, de falta de confiança. Um marmanjo está à frente da baliza, enerva-se, acha que vai falhar e falha mesmo. Esta teoria explica de facto todos aqueles jogos em que nós fomos claramente superiores mas não passámos do empate. Mas não estou preocupada com isso. Tenho a certeza de que não haverá insegurança que resista ao Inferno da Luz. Parece que já só sobram mil bilhetes, os mais caros.


Não me canso de apelar a todo o pessoal que tenha possibilidades para tal que vá à Luz, que mostrem tanto visual como sonoramente que o Povo Português está com a sua Selecção.


Espero que se marquem muitos golos na Luz, para depois partirmos em vantagem para o segundo jogo. Eu não sei se os play-offs funcionam como os jogos a duas mãos das ligas europeiras de clubes, mas dá sempre jeito marcar golos. O árbitro é Mark Atkinson. É inglês, o que, para mim, não é um bom presságio. Lembro-me que foi um inglês que anulou um golo espectacular ao Ronaldo num jogo da qualificação para o Euro 2008 contra o Azerbaijão. E não consigo deixar de pensar do desejo de Wayne Rooney de que sejamos eliminados... Mas não será suficiente para nos derrotar!


Confesso que estou um bocadinho nervosa em relação ao jogo. Como já disse, a Bósnia não chegou aos play-offs por acaso. Mas sei que temos capacidade para irmos ao Mundial, que não falta motivação aos jogadores, que ainda somos uma das melhores Selecções do Mundo. Só espero que os marmanjos o provem no próximo Sábado, com o Inferno da Luz do nosso lado. Eu sei que conseguimos!